sexta-feira, 24 de março de 2017

Proteger a vida selvagem urbana com árvores, telhados verdes, hotéis de abelhas e “ideias criativas”


As cidades estão a ganhar cada vez mais habitantes – 66% da população mundial viverá em zonas urbanas até 2050 – e não são só os seres humanos a fazer delas a sua casa. Atraídos pela comida abundante e protegidos de perigos como a caça, muitos animais têm descoberto formas de viver na “selva urbana”.

É chegada a hora, dizem os cientistas, de se desenvolverem novas formas para as pessoas e a fauna selvagem viverem lado a lado e de começarmos a encará-la como “uma de nós”, já que as zonas urbanas podem contribuir para a conservação das espécies nativas.

“A conservação urbana é uma grande oportunidade, tanto para as pessoas como para a vida selvagem nativa", diz Kylie Soanes, cientista da Universidade de Melbourne.

"Quer seja ao se instalar uma caixa-ninho num quintal, um hotel para abelhas no jardim de um café ou uma passagem para a vida selvagem numa estrada local, a conservação urbana permite às pessoas tomar medidas positivas nas suas próprias casas, locais de trabalho e comunidades. Tomadas individualmente, estas medidas podem parecer pequenas. Mas o seu efeito combinado pode fazer uma enorme diferença no que diz respeito à capacidade dos animais nativos sobreviverem nas cidades”, conta a cientista.

 
Pisco-de-peito-ruivo | Foto: Andrew Alexander


Nos últimos anos, são cada vez mais os cientistas e conservacionistas a trabalhar em conjunto com planeadores urbanos, arquitetos e artistas de modo a desenvolver soluções criativas para a partilha do meio urbano com a vida selvagem.

A Importância das Árvores

“O primeiro passo a tomar é apercebermo-nos de que os espaços para a conservação urbana não têm de ser amplos. Mesmo uma árvore solitária pode ser o meio de subsistência da vida selvagem nativa. Investigadores da Universidade Nacional Australiana em Canberra descobriram que as árvores grandes e velhas são locais de nidificação e alimentação críticos para uma enorme variedade de animais nas zonas urbanas. Uma vez perdidas, são necessárias centenas de anos para as substituir, o que torna vital a proteção das que nos restam”, diz a cientista num artigo para o The Guardian


Estes fatores devem ser tidos em consideração, quando os ramos das árvores se partem e causam danos. “Em vez de se remover toda a árvore, muitas câmaras estão a optar por podar os ramos perigosos e conservar o resto da árvore para a vida selvagem. Podem-se criar cavidades artificiais nelas e adicionar caixas-ninho para se recriarem os espaços de nidificação dos pássaros e dos mamíferos nativos”.

 
Ouriço-cacheiro | Foto: Alexas Fotos


Ninhos, Hotéis para Abelhas e Flores

A conservação urbana, diz Kylie Soanes, é algo em que todos os habitantes das cidades podem participar, criando novos habitats e recursos nas suas comunidades. A cientista destaca exemplos como as caixas-ninho que ajudam aves, esquilos e morcegos, os hotéis para abelhas e ainda o programa “De piscina a lago”, do Conselho de Ku-ring-gai, na Austrália, que ajuda os residentes a converter piscinas que não são utilizadas em habitats para peixes, sapos e tartarugas nativas. Cultivar plantas melíferas e flores variadas é outra forma simples de se ajudarem os polinizadores urbanos.

Gerir os espaços habitados por estes animais, que vão desde cemitérios a estações de tratamento de águas residuais, de forma a protegê-los é outro passo para se garantir a sobrevivência da vida selvagem urbana.

 
Cegonha-branca | Foto: Felix Brönnimann

Telhados e Paredes Verdes

“A recente revolução dos telhados e paredes verdes abre ainda mais caminhos para a vida selvagem na cidade”, conta. “Podem fornecer habitat para as abelhas, borboletas, escaravelhos e aves e estão a tornar-se mais comuns nos edifícios um pouco por todo o mundo. Estas estruturas não são só fantásticas para a fauna selvagem como também servem de oásis verdes para os seres humanos.”

 
Abelha | Foto: Meli1670

Pontes e Passagens Subterrâneas

No entanto, a cidade também está repleta de perigos para estes "habitantes": carros, vedações, janelas, animais domésticos, cabos elétricos, ruídopesticidas, etc.. Para se combaterem as consequências destas ameaças, podem-se desenvolver novas estruturas e estratégias. A construção de pontes ou passagens subterrâneas para a vida selvagem, por exemplo, é uma boa forma de ajudar os animais a atravessar estradas em segurança. Estas estruturas são construídas em locais onde os animais costumam atravessar e são colocadas vedações para os ajudar a encontrar a entrada da estrutura.


 
Coruja-das-torres | Foto: Skeeze

Vidros com Padrões

Para evitar a colisão dos pássaros com as janelas, que resulta tantas vezes na sua morte, vários edifícios têm vindo a incorporar padrões nos seus vidros. Foi o que fez o Centro de Convenções de Jacob K. Javits, em Manhattan, conseguindo reduzir o número de mortes de aves em 90%. Juntamente com o vidro com padrões, o Centro criou ainda um dos telhados verdes maiores do país, que atraiu para ele dezenas de espécies de aves assim como cinco espécies de morcegos.

 “As medidas que tomamos para atrair a vida selvagem para as nossas cidades trazem benefícios para os seus residentes humanos. Aumentar o espaço para a natureza nas cidades é bom para a nossa própria saúde e bem-estar, pode prevenir as inundações e até fazer-nos poupar dinheiro em ar condicionado", diz Kylie Soanes. 

sexta-feira, 10 de março de 2017

ORAÇÃO PARA PURIFICAÇÃO COMPLETA DE ASCENSÃO




ORAÇÃO PARA PURIFICAÇÃO COMPLETA DE TODOS OS ASPECTOS CONTRÁRIOS A DE UMA MENTE CRISTICA E ASCENSIONADA:

►Invoco a minha pirâmide dourada de luz e proteção sob as bençãos de Metatron, Melchizedeck e arcanjo Miguel para ficar plenamente ativada e sobreposta sobre todos os meus corpos de luz e sintonizada com as energias da malha cristica planetaria, solar, galactica e universal.

►Invoco um pilar de luz cósmica vindo diretamente de Deus para envolver-me completamente em sua luz.

►Peço o ancoramento e plena ativação da camara Ascensional _______________________ com todas as programações pertinentes ao meu plano divino, às minhas orações e programação ascensional integrada que estão registrados no meu livro Arkastico e banco de dados espiritual para que fique agora plenamente ancorada e ativada em mim e em todos os meus corpos sutis, agora.

►Invoco o quantum e egregora de luz acumulado de todas as minhas orações e meditações pessoais para a minha matriz energética de luz, agora!

►Amado Deus Pai-Mãe, minha Divina Presença do Eu Sou, Espirito Santo, Mahatma, Cristo Micah, Arcanjos Metatron, Melchizedeck, Sandalphon, Enoch, Miguel, Jofiel, Samuel, Gabriel, Rafael, Uriel, Ezequiel, Conselho dos Nove, Conselho dos Doze, Conselho dos Cento e Quarenta e Quatro, Shtareer, Lord Sainthru, Senhores Adonis, Atlanto, Averran, Summation, Melchior, Helios e Vesta, Lenduce, Vywamus, Sanat Kumara, Maytreia, Sidharta Gautama, Paulo o Veneziano, Saint Germain, Lord Sirius, Lady Shoo See, Mestra Rowena, Mestres Seraphis Bey, Hilarion, João o Amado, Lady Mercedes, Mestres El Morya Khan, Zaratustra, Kenich Ahan, Principio, Jerevox, Mãe Maria, Mestra Nada, Kwan Yin, Oromassis, Deuses Meru, La Morae, Amem Bey e David Loyd, Sacerdotes da Ordem de Lanonadeck e Melchizedeck, Mestres arcturianos, pleiadianos, Sirianos, Polarianos, Veganianos, Betelgeusianos, Rigelianos, andromedanos, da confederação intergalactica da luz, do Comando Ashtar, Mestres intraterrenos da luz, instrutores pessoais meus, anjos, meu anjo-da-guarda e demais membros da hierarquia celestial da Luz que me assistem na minha evolução espiritual.

►Peço ao Mahatma a ancoragem e a programação no meu banco de dados e no nosso sistema de corpos do modelo de todos os 352 níveis de iniciação que nos levam de volta à Divindade e o ancoramento e ativação dos 352 níveis mahatmicos de consciência em nossas consciências.

►No tocante aos 12 arquétipos que combinados formam milhares de sub-personalidades e sobre os fragmentos animicos. Peço que estes, sejam devidamente transmutados e eliminados, e solicito que todos os arquétipos cristicos e Melchizedequianos cubram e preencham totalmente e permanentemente estes arquétipos prevalescendo sobre eles permanentemente.

►Peço que todos os karmas desta vida atual e de vidas passadas e paralelas sejam 100% transmutados na luz violeta.

►Peço para que clarifiquem, limpem, removam ou transmutem toda programação do ego, todo o medo, toda culpa, toda separatividade, todos os bloqueios, todos os traumas, todas as manias, todos os vírus, todos os elementais negativos, todas as obssessões, todos os problemas psicológicos, inclusive da nossa criança e pai e mãe interiores, e que são desta vida e de vidas passadas e paralelas e que nos prejudicam e impedem de nos expressarmos como Pessoas plenamente equilibradas e Divinas.

►Fervorosamente peço ajuda para que minha consciência seja constantemente expandida, sintonizada e fundida com os meus corpos superiores e com a consciencia coletiva cristica planetária, solar, galactica e universal, sobrepujando paulatinamento o ego e o eu inconsciente.

►Peço que retirem de mim, toda energia de falta de perdão em os meus corpos inferiores, chakras e consciência e peço que o programa da chama violeta da 5º dimensão do Corpo Causal de Deus penetre sobre toda a nossa matriz energética transmutando e eliminando tudo que seja negativo, e que não me traga beneficio espiritual algum.

►Peço ajuda para equilibrar perfeitamente as energias Ying e Yang e a nossa chama trina em toda a nossa matriz energética.

►Invocamos a suprema purificação cósmica no nivel mais elevado possível e além da nossa imaginação e pedidos que conscientemente possamos ter pedido para nós, limpando-nos definitivamente de todas as escolhas, tendências, manias, comportamentos, pensamentos, ações, elementais, viroses, ADNs desalinhados e tudo o mais que não se correlacione com a Suprema Perfeição e Pureza de Deus.

►Peço a todos os Mestres Planetários e Cósmicos, uma benção especial do "Amor Divino" e dos atributos Crísticos e Melquisedequianos, para nos preencher a cada dia mais e mais, infinitamente, e ocupar definitivamente o lugar de tudo que foi removido e purificado, com a graça de Deus.

►Peço que os processos e invocações ora iniciados agora, sejam continuamente trabalhados em nós até sua definitiva e efetiva conclusão, principalmente nos momentos de meditação, quando assisto TV e quando meu corpo físico descansa durante o sono. Basta dizermos: Hierarquia da Luz, por favor, ativem meu programa ascensional.

►Peço ao arcanjo Sandalphon e a minha Divina Presença Eu Sou alma mônada super-mônada uma elevação de minha kundaline pessoal até ou além ao chakra coronário.

►Reenfatizo uma atualização de todas as invocações outrora feitas por mim e atuais concernente de todas as orações e meditações ascensionais, e peço que tais invocações feitas outrora, sejam incluidas neste Programa ascensional, para que fiquem plenamente ativadas, realizadas e fundidas tanto em mim, como na minha chama-gêmea originada da nossa Divina Presença do Eu Sou em minhas outras 11 personalidades de nossa alma em minhas outras 143 personalidades da nossa mônada para todo o sempre.

Que a Divina Presença Eu Sou em mim magnetize e sele agora toda energia agora recebida para ser usada para o meu crescimento espiritual na graça das bençãos de Deus Pai-Mãe, de Melchizedeck, de Metatron, de Mahatma e de toda a hierarquia da luz invocada nesta oração.
Eu aceito agora tudo isto como sendo realizado. Amém.
Que assim seja, em nome do Pai, do Filho, do Espirito Santo e da Mãe Divina.
Kodoish, Kodoish, Kodoish, Adonai Tsebayoth (recitar 3, 7 ou 12 vezes)

quinta-feira, 2 de março de 2017

DISTORÇÕES DO PENSAMENTO: SAIBA PORQUE CAUSAM PROBLEMAS E COMO AS MUDAR




Por Miguel Lucas

O que são distorções cognitivas (distorção do pensamento) e porque nos atrapalham tanto? As distorções cognitivas são simplesmente maneiras que a nossa mente arranja, convencendo-nos de algo que não é realmente verdade. Estes pensamentos imprecisos são normalmente utilizados para reforçar o pensamento e/ou emoções negativas, dizendo-nos coisas (nosso diálogo interno) que parecem racionais e precisas, mas na verdade só servem para fazer-nos sentir mal acerca de nós mesmos.

Por exemplo, uma pessoa pode dizer a si mesmo: “Eu falho sempre que tento fazer algo novo, eu, por conseguinte, fracasso em tudo que tento”. Este é um exemplo do pensamento absolutista do tipo: “preto ou branco”(ou polarizado). A pessoa só vê as coisas em termos absolutos.  A pessoa acha que, se falhar numa determinada coisa, faz com que no futuro fracasse em todas as coisas. O que pode levar à construção da crença: “Devo ser um perdedor e um fracassado”, o que também seria um exemplo de generalização. A pessoa falha numa tarefa específica e generaliza para a sua própria identidade.

Explicação: Existe como que uma fusão entre o resultado de algo (fracasso/erro) e a própria identidade da pessoa. A pessoa personaliza a sua falha, passando a ver-se a si mesmo como um falhado. Isto é um exemplo de uma distorção de pensamento.

As distorções cognitivas são um dos problemas psicológicos que muitos psicólogos que usam a Terapia Cognitivo-Comportamental (incluindo eu próprio),  tentam ajudar a mudar na psicoterapia.  Ao aprender a identificar corretamente esse tipo de “pensamento desajustado “, a pessoa pode agir de forma construtiva sobre o pensamento negativo e, refutá-lo. Ao refutar o pensamento negativo uma e outra vez, aos poucos este perderá a sua força e será automaticamente substituído por um pensamento mais racional e equilibrado.

 
DISTORÇÕES COGNITIVAS

Aaron Beck, foi o psicólogo que popularizou as distorções cognitivas. Passo a apresentá-las:

Filtragem. Focamo-nos nos detalhes negativos e aumentamo-los enquanto filtramos todos os aspectos positivos de uma situação. Por exemplo, uma pessoa pode escolher um detalhe único, desagradável, focando-se exclusivamente nele. sendo que a sua visão da realidade torna-se distorcida.

Pensamento polarizado. As coisas são “preto ou branco”. Temos que ser perfeitos ou seremos uns falhados, não há meio termo. Você coloca as pessoas ou situações em categorias (ou desta ou daquela), sem tons de cinza. Se o desempenho fica um pouco aquém do ideal, você vê-se como um fracassado total.

Generalização. Chegamos a uma conclusão geral baseada num único incidente ou elemento de prova. Se algo de ruim acontece uma vez, esperamos que aconteça mais vezes. Uma pessoa pode ver um único evento desagradável como um padrão de derrota sem fim.

Tirar conclusões precipitadas. Sem que as pessoas nos informem, nós julgamos saber o que elas estão sentindo e porque agem de determinada forma e quais as razões que suportam isso. Mais especificamente, somos capazes de determinar como as pessoas estão se sentindo em relação a nós. Por exemplo, uma pessoa pode antecipar que as coisas vão sair mal, convencendo-se de que a sua previsão já é um fato estabelecido.

Catastrofização. Esperamos que a catástrofe aconteça, independentemente da razão. Isto também é conhecido como “ampliação ou minimização.” Ouvimos falar de um problema e usamos a questão do tipo: “E se…” (ex.: “E se a tragédia acontecer?”E se isso acontece comigo? “). Por exemplo, uma pessoa pode exagerar a importância de eventos insignificantes (como o seu erro, ou o desempenho de alguém). Ou podem negligenciar/reduzir de forma inadequada a magnitude dos eventos significativos, até que pareçam muito pequenos (por exemplo, as qualidades desejadas de uma pessoa ou as imperfeições de alguém).

Personalização. Pensamos que tudo o que as pessoas fazem ou dizem está relacionado a nós. A pessoa usa demasiado a comparação com os outros, tentando determinar quem é mais inteligente, mais bonito, etc.  Uma pessoa vê-se como a causa de alguns eventos externos indesejáveis dos quais não é responsável. Por exemplo, “Nós chegámos atrasados ​​para o jantar o que fez com que o anfitrião coze-se demasiado a refeição. Se eu tivesse apressado o meu marido, tínhamos saído a tempo, e isto não teria acontecido”.

Falácias de controlo. Se nos sentimos controlados externamente, nós vemo-nos como uma vítima impotente do destino. Por exemplo, “eu não posso fazer nada se a qualidade do trabalho é pobre, meu chefe pediu que eu fizesse  trabalho extraordinário.” A falácia do controle interno faz-nos assumir a responsabilidade do mal-estar ou da felicidade de todos ao nosso redor. Por exemplo, “Porque é que você não está feliz? É por causa de algo que eu fiz? ”

Falácia da justiça. Nós sentimo-nos ressentidos porque achamos que sabemos o que é a justiça ou o que é justo, mas as outras pessoas normalmente não concordam connosco. Como nossos pais nos dizem: “A vida é sempre justo”, e as pessoas que passam a vida a aplicação de uma régua de medição contra a julgar cada situação a sua “justiça”, muitas vezes, se sente mal e negativo por causa disso.

Culpa. Por vezes atribuímos às outras pessoas a responsabilidade da nossa  dor, ou então dirigimos a culpa dos problemas para nós mesmos. Por exemplo, dizemos coisas do tipo: “Pare de fazer-me sentir mal comigo mesmo!” Ninguém pode “fazer-nos” sentir de uma determinada forma. Isso é uma ilusão criada por nós mesmos, que funciona como proteção. Apenas nós mesmos temos controlo (ou não) sobre as nossas emoções e reações emocionais.

Os “deverias”. Muitos de nós temos uma lista de regras rígidas sobre os outros e acerca da forma como devemos comportar-nos. As pessoas que quebrarem essas regras fazem zangar-nos, e também sentimo-nos culpados quando nós violamos essas regras. Por vezes podemos acreditar que estamos tentando motivar-nos com os “deves”  e “não deves”, como se tivéssemos de ser punidos antes de podermos fazer qualquer coisa. Por exemplo, “Eu realmente devia fazer atividade física. Eu não deveria ser tão preguiçoso.” Obrigações e deveres também podem ser considerados ofensivos. A consequência emocional é o sentimento de culpa. Quando um de nós dirigimos afirmações de dever em relação aos outros, muitas vezes sentem raiva, frustração e ressentimento, e o mesmo pode acontecer quando dirigimos esse tipo de afirmações a nós mesmos.



O raciocínio emocional. Acreditamos que aquilo que sentimos deve ser automaticamente verdade . Se nos sentirmos estúpidos e aborrecidos, então temos de ser estúpidos e enfadonhos. Você assume que as suas emoções não saudáveis ​​refletem coisas que realmente são: “Eu sinto isto, por isso deve ser verdade.”

Falácia da mudança. Esperamos que as outras pessoas mudem para se adequarem a nós se fizermos pressão ou as convencermos o suficiente. Precisamos de mudar as pessoas, porque as nossas esperanças de felicidade parecem depender inteiramente delas.

Etiquetagem generalizada. Generalizamos uma ou duas qualidades num julgamento negativo global. Estas são formas extremas de generalizar, e também são referidos como “rotulagem”. Ao invés de descrever um erro no contexto de uma situação específica, uma pessoa irá anexar um rótulo prejudicial para si mesmo. Por exemplo, podemos dizer: “Eu sou um perdedor”  numa situação em que falhei numa tarefa específica. Ou, quando o comportamento de outra pessoa não foi o mais correto, podemos anexar um rótulo desfavorável acerca dessa pessoa, como “Ele é um i*****.” A rotulagem envolve a descrição de um evento com uma linguagem que é muito colorido e emocionalmente carregada. Por exemplo, em vez de alguém dizer que deixa as crianças na creche todos os dias, uma pessoa gosta de rotular, diria que “ela abandona os seus filhos a estranhos.”

Estar sempre certo. Estamos constantemente a tentar provar que as nossas opiniões e ações são corretas. Estar errado é impensável e faremos o que for necessário para demonstrar que estamos certos. Por exemplo, “Eu não me importo o quão mal te sentes quando discutes comigo, eu vou ganhar este argumento não importando o quê, porque eu estou certo.” Estar certo (para a pessoa que usa esta distorção cognitiva), muitas vezes é mais importante que os sentimentos dos outros, mesmo com os seus ente queridos.


COMO MUDAR AS DISTORÇÕES COGNITIVAS?

As distorções cognitivas têm uma maneira muito subtil e própria de interferir com as nossas vidas. Esse tipo de pensamentos desadequados e maléficos podem ser mudados e grande parte eliminados, mas é preciso esforço e muita prática todos os dias.

Se você quer parar o com este tipo de pensamento irracional e disfuncional,  apresento uma proposta com alguns exercícios que pode praticar:

Identificar as distorções cognitivas. Crie uma lista dos seus pensamentos incómodos e examine-os mais tarde à luz da lista de distorções cognitivas apresentadas anteriormente. Um exame das suas distorções cognitivas irá permitir-lhe ver as suas distorções mais utilizadas. Além disso, este processo vai permitir-lhe pensar sobre o seu problema ou situação de forma mais natural e realista.

Examinar as provas. Uma análise aprofundada de uma experiência que tenha vivido recentemente poderá  permitir-lhe identificar a base dos seus pensamentos distorcidos. Se for muito auto-crítico, então, deverá identificar uma série de experiências e situações em que foi bem sucedido.

Método do duplo padrão. Uma alternativa à auto-verbalização (método utilizado para guiarmos o nosso pensamento), é falar para si mesmo, de forma compassiva e solidária tal como iria conversar com um amigo numa situação semelhante à que enfrenta.

Pensar em tons de cinza e/ou com cor. Deixe de pensar sobre o seu problema ou situação difícil de forma polarizada (preto ou branco) ou seja, deve avaliar as coisas numa escala de 0-100. Quando um plano ou uma meta não é plenamente alcançado, deve pensar e avaliar a experiência como um sucesso parcial. Deve tentar  quantificar num valor (numa escala de 0-100). E não necessariamente certo/errado, ou Sucesso/insucesso, ou bem/mal.

Método de Pesquisa. Procure saber a opinião dos outros sobre se os seus pensamentos e atitudes são realistas. Se acredita que a sua ansiedade sobre um acontecimento é injustificada, verifique com alguns amigos ou familiares de confiança se esse sentimento é justificável e como eles lidariam com ele.

Definições. O que significa  definir-se a si mesmo como “inferior”, “um perdedor”, “tolo” ou “anormal “. A   análise mais cuidada destes e de outros rótulos globais provavelmente irá revelar que eles representam comportamentos específicos, ou um comportamento padrão identificável, ao invés de você mesmo na sua totalidade. Por outras palavras, esses rótulos têm certamente muito mais a ver com comportamentos e pensamentos inadequados que tem e que segue do que propriamente a ver consigo enquanto pessoa.

Re-atribuição. Muitas vezes, nós responsabilizamo-nos automaticamente pelos problemas e dificuldades que experimentamos. Você deve  identificar os fatores externos e outros indivíduos que contribuíram para o problema. Independentemente do grau de responsabilidade que assumimos, a nossa energia é mais utilizada na busca de resoluções para os problemas ou na identificação maneiras de lidar com as situações difíceis.

Análise Custo-Benefício. É útil listar as vantagens e desvantagens dos sentimentos, pensamentos e comportamentos. Uma análise de custo-benefício ajudará a determinar o que você pode ganhar pelo facto de estar a sentir-se mal, com pensamentos distorcidos, e comportamentos não desejados ou inadequados.

quarta-feira, 1 de março de 2017

É SUA TAREFA SER AMOR EM AÇÃO, E SOMENTE ISSO!

                                                                      


                                                                          Mensagem de Saul por John Smallman
19 de fevereiro de 2017
Aqui nos reinos espirituais ou não-físicos, nossa excitação continua a crescer enquanto observamos o enorme progresso que a humanidade está fazendo em seu caminho para o despertar. Pode parecer-lhe que as coisas estão ficando cada vez piores, mas o que está perturbando você e causando dor e sofrimento para muitos é a escolha coletiva para liberar tanta coisa enterrada que tem o mantido preso, ancorando você na escuridão da incerteza e medo. Agora, este é o momento em que tudo isso está surgindo para que você possa liberá-los rapidamente e facilmente.

Muitos de vocês estão liberando coisas para os outros por meio de sua compaixão e Amor por eles, e isso é extremamente cansativo e confuso para vocês, porque vocês não conseguem identificar a causa dessas exaustivas perturbações emocionais. Você, maravilhosamente e amorosamente, escolheu encarnar neste momento da evolução da humanidade unicamente para que pudesse ajudar outros que estavam tendo dificuldade em encontrar qualquer propósito significativo em suas vidas humanas, devido ao intenso estado de amnésia. Devido aos seus esforços e intenções, a amnésia está sendo liberada, permitindo que as pessoas comecem a se lembrar de quem são e do por que estão encarnadas neste momento da história humana.

Muitos de vocês já tiveram a experiência de despertar pela manhã com sonhos que os deixaram perturbados, ansiosos, e até mesmo assustados, enquanto também deixaram vocês se sentindo exaustos, em vez de refrescados por seu tempo de sono. O que estão experimentando agora é o despertar da ilusão na Realidade, em vez de um sonho dormindo para um sonho acordado, e a diferença é muito mais intensa e pronunciada. É muito inquietante. Mantenha-o consigo, e apenas permita o que for que surgir e experimente-o sem se envolver com ele. Não tente querer encontrar o sentido dele, é como o tempo passando, e você não precisa fazer nada. Fazendo algo com ele - tentando dar sentido a ele, sentindo-se irritado por ele, sentindo que ele está surgindo porque há algo de errado com você - apenas atrai você de volta para a escuridão da ilusão onde nada faz sentido, e drena você das essenciais energias e motivação para a vida.

A vida pode e deve ser alegre, mas seus processos constantes do pensamento sobre suas preocupações e ansiedades impedem-no de encontrar a alegria que está lá em cada momento. É o seu fluxo constante de pensamentos que lhe causam estresse, ansiedade e sofrimento, e é por isso que você precisa tomar tempo com frequência todos os dias - mesmo por apenas um momento rápido, se você está muito ocupado - para parar de se envolver com seus pensamentos. Isso é o que você faz na meditação, e aqueles de vocês que têm praticado por algum tempo estão bem conscientes dos benefícios. Como praticante de meditação, você já tem as habilidades necessárias para se mover rapidamente para um estado de paz, mesmo que por apenas alguns momentos, para aliviar um pouco o estresse da vida diária. Fazer isso irá aliviar o cansaço ou a falta de energia - demonstrada por sentimentos de frustração ou irritação - deixando você se sentindo um pouco mais revigorado.

O esgotamento ocorre quando as pessoas tentam ajudar os outros com compaixão e Amor e não estão em primeiro lugar tratando-se com o mesmo Amor e compaixão - muitos de vocês se sentem indignos do Amor, mas eu absolutamente garanto que nada poderia estar mais longe da verdade. Se você não se trata com pelo menos o mesmo Amor e respeito que você demonstra aos outros, então quando você tentar ajudá-los você irá drenar seus próprios campos de energia em vez de constantemente e abundantemente reabastecê-los.

Quando você vai para dentro, para o seu Santíssimo Santuário interior, onde a Luz do Amor de Deus por você queima constantemente, e pretende abrir seu coração para permitir que o Amor flua através de você livremente e abundantemente, ele irá. Estando em uma forma humana, que é um estado de limitação, você precisa renovar essa intenção pelo menos uma vez por dia, mas de preferência muitas vezes por dia, para você se lembrar que você é e sempre foi Um com Deus. Cada vez que você renovar sua intenção isto irá fortalecê-lo, dando-lhe a energia vital que você precisa para ajudar no processo de despertar da humanidade, a tarefa que você definiu para si mesmo antes de encarnar.

Vivendo no mundo é muito fácil ser atraído para a energia negativa ou escura que está capacitando o medo, conflito, traição e sofrimento. Mantendo a intenção de ser um canal ou um condutor através do qual o Amor de Deus fluirá constantemente e abundantemente, você efetivamente dissolve essas energias escuras, e elas se dissipam. É sua tarefa ser o Amor em ação, e somente isso. Não se envolva com a culpa, julgamento ou tomada de lado, nem com quaisquer situação que você possa encontrar, porque se você se envolver, você apenas fortalecerá em vez de dissipar as energias negativas que você encontra.

O Amor é a sua natureza, mas quando escolheu construir e entrar na ilusão, também escolheu deixar o Amor para trás, pensando que encontraria "amor" ("l" intencionalmente pequeno) lá, em outros, que o satisfariam. Você não poderia, nesse momento, imaginar o efeito que teria o fechar-se ao Amor de Deus, porque você assumiu que o "amor" que você recebia dos outros no ambiente ilusório que você tinha construído seria completamente satisfatório. E de fato, o "amor" que você recebe dos outros pode ser muito inspirador e edificante, no entanto, ele nunca pode sequer começar a substituir o Amor que é a sua verdadeira e única natureza.

O despertar da humanidade é uma volta a casa do Amor, uma casa que retorna à Fonte, uma casa que chega. Quando você se encontrar plenamente desperto, plenamente presente na Presença de Deus, Um com Ele, sua alegria será ilimitada, muito além de qualquer coisa que você possa imaginar, mesmo em seus sonhos mais edificantes e inspiradores, porque na verdade, não há lugar como sua Casa, ou mesmo remotamente se assemelhando a ela.

Assim, vá dentro a cada dia com frequência, para aquele espaço interior e sublimemente sagrado onde o Amor de Deus por você reside em cada momento, e permita que Ele encha seus corações e flua através de você para despertar toda a humanidade. Isso é o que você veio para fazer, e quando você escolhe fazer assim, você o faz belamente. Você não pode falhar, porque está alinhado perfeitamente com a Vontade Divina, quando você tem a intenção de ser apenas Amor em cada momento.

Com muito Amor,

Saul
John Smallman

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Só Existe Evolução no Amor!







Mensagem de Iud-il (do Agrupamento Plêiades 2)
18 de fevereiro de 2017

Como podemos nos conectar mais intensamente aos nossos Eus Superiores e, permanecer assim, além da intenção que já temos em fazê-lo?

Amando da forma mais potente que conseguir. E se não conseguir, reconhecer amorosamente que não conseguiu, haverá a mesma interação. Não é o que vocês fazem, mas como e com qual qualidade. Conectar-se com o seu Eu Superior é simplesmente amar a sua expressão terrana como ela é, e neste amor, reconhecer seus limites e potenciais, de uma forma tranquila e sem cobrança.

O que os afasta dos seus Eus Superiores é a negação de quem vocês são, das suas expressões terranas, não a negação deles. É a negação dos sentimentos terranos que vocês tem. Aceitem-nos, e honrem-nos, e a interação com seus Eus Superiores ocorrerá a medida que dissolvem-se em si mesmos, no velho eu e abrem espaço para o novo.

O maior trabalho aqui resume-se em amar-se plenamente! Reconhecer sua humanidade, reconhecer o que te faz humano e amar todos esses aspectos. Abraçar amorosamente a Luz e a Escuridão sem distinção. Não negar nenhum de seus aspectos. Ser compassivo com você mesmo! Se você pensar em subir uma montanha, a melhor forma de se fazer isso, depois de saber que você tem uma saúde plena, é levando consigo apenas o que for essencial. Qualquer outra coisa que some no peso será desnecessário e tornará a subida ainda mais dificultosa. Quanto mais peso tiveres levando, mais doloroso será o caminho até o topo. Haverá momentos que você estará estagnado, pois há tanto peso que suas forças serão todas direcionadas apenas para sustentá-los ali e seus pés ficam impedidos de mover-se a frente. Este é o momento de olhar para o que você está carregando e ver se é essencial ou não na sua subida. Livre-se de tudo aquilo que não seja essencial e verás que a subida tornar-se-á mais suave e prazerosa, as flores começarão a aparecer em meio ao caminho pois você tirará o foco do peso que você carregava e olhará para frente, você apreciará o caminho! Sua bagagem essencial não tem peso algum, é como se ela estivesse mesclada a você, você nem a sente, apenas sabe que ela está ali com tudo o que precisas para ir em frente!

Antes de fazer ainda mais força para seguir seu caminho, vá soltando aquilo que está mais visível a você e peça ajuda daqueles que estão sempre juntos a você para que eles mostrem-na o que você pode ir soltando, caso não consiga perceber sozinha o que realmente é essencial, eles com certeza lhes mostrarão!

Amar-se é para ser um ato natural para todo ser, pois todos são feitos de Amor. Essa é a natureza de todo ser, amar-se plenamente! Esse simples ato tornou-se complexo, pois por eons de programação onde foi lhe dito que você não era merecedora do Amor Genuíno, que você era minúsculo frente ao universo, que é egoísmo olhar primeiro para si, que você é tão pequeno e já nasceu carregando o erro de seus pais, que o mundo é muito duro e você é frágil! A porta da desesperança, do medo, da separação foi aberta no decorrer de nossa estada aqui e agora ela precisa ser fechada completamente. O momento é apropriado para que se faça isso! Agora precisamos assumir os Deuses e Deusas que somos! A Força que representamos aqui neste planeta! É o momento de sermos gratos a nós e ao Criador por toda energia que movimentamos e criamos aqui neste belo planeta! Chegou a hora de reconhecer nosso tamanho junto a criação! Chegou a hora de sabermos que somos feitos completamente de Amor, pois esta é a energia da criação e não podíamos sermos feitos de outra coisa senão Amor! Chegou a hora da reprogramação! Parem por um momento e reprogramem seu trajeto, reprograme sua bagagem, reprograme o seu “acervo do saber”. Você é dotado de uma grandiosa biblioteca conectada ao universo, você tem as chaves dela em suas mãos agora e você está autorizado a colocar em suas prateleiras apenas as informações que você sabe que precisam estar lá. Tire os livros antigos que alguém deixou lá ou que te deram a muito tempo e que está apenas empoeirando e ocupando espaço. Você tem a sabedoria e sábios assistentes para o ajudarem a fazer isso!

Aproveitem o impulso que este ano traz consigo, comecem quando desejarem, o momento é apropriado! Temos, agora mais do que nunca, todo o apoio que precisamos!

Um forte abraço a todos!

IUD-IL (DO AGRUPAMENTO PLÊIADES 2)

Direitos Autorais:


Gabriel Raio Lunar

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

NÓS SOMOS BELOS SERES DE AMOR

                                                                      
          

                                                                 Mensagem de Kara Schallock
5 de Fevereiro de 2017


 
Estamos sendo banhados por belas energias de Amor. Esta energia do Amor traz com ela uma atualização para a nossa consciência de União. Como você sabe, a consciência de União é a Unidade. Unidade é o conhecimento (sabedoria do Coração) que todos nós... humanos, animais, plantas, insetos e além da Terra, etc.... estamos conectados pelo Amor. Se uma pessoa não está em sua Integridade (na Verdade do seu Coração), ela pode falar, agir e pensar divisionalmente. Ainda assim, estamos conectados como Um.
Depois que estive meditando por cerca de cinco anos, pediram-me que oferecesse um curso para ensinar meditação. Depois de resistir, achando que não tinha meditado o suficiente para ensiná-lo, concordei com o curso. Uma vez eu os chamei, eles vieram e depois se viraram e se afastaram. Eu gritei (em minha meditação): “Volte!” Meu guia principal, um ser que parecia antigo e que levava um bastão retornou e disse: “Você não precisa de nós; você ficou dependente de nós. Você irá trabalhar diretamente com o seu próprio Eu Superior.” Isto foi há muito tempo e eu chamo os meus guias iniciais para dizer “oi”, de vez em quando. Compartilho esta história de modo que você compreenda que é mais importante trabalhar diretamente com o seu Eu Superior/Alma, pois somos seres soberanos.

Quando você medita, você permite que as energias o infundam com Amor. É muito mais fácil fluir livremente quando no estado de meditação. Quando você depende de algo fora de si mesmo, como alguém que lhe oferece uma ativação, uma leitura psíquica ou que tem uma dependência de guias ou anjos, é mais difícil para as energias fluírem livremente. Quando você medita, você se abre e fortalece o seu Coração. Quando você não medita, sua mente fica engajada, o que cria resistência. Você é um ser soberano.

A Meditação não é ir a outro lugar. É permanecer em seu corpo, ancorado e permitindo que as energias fluam em e através de você. A Meditação não é uma fuga. É se tornar mais você. Quando eu aprendi a meditar, foi muito divertido. Eu voava ao redor e tive aventuras maravilhosas. Quando fui guiada a permanecer em meu corpo, não foi tão divertido, mas eu podia sentir as energias dentro de mim. Muito mudou ao longo dos anos, já que não há duas meditações iguais; assim como somos diferentes de ontem, pois mudamos de momento a momento.

A Meditação não está separada de sua vida cotidiana. Enquanto você medita, você muda as coisas em sua vida. Você vive deliberadamente. Suas escolhas refletem o seu crescimento espiritual. Tudo o que você faz é consciente e baseado em como você ressoa como uma pessoa, ação e tudo. Você não faz algo apenas porque alguém lhe diz para fazer. Você o sente e se isto ressoar, você faz a escolha para fazer uma determinada coisa. Se não parecer adequado (se não ressoar), você não segue naquela direção. A Ressonância não é um processo de pensamento. É sentida em seu Coração. A Meditação ajuda a tornar isto forte.

Como você vê os outros e o mundo é indicativo do que você mantém em si mesmo. Se você vê o mundo arruinado, algo interior está arruinado. Se você vê o mundo como perigoso, você mantém muito medo no interior. Quando você vê o mundo como íntegro, amoroso e seguro, é isto que você é. Quando você se queixa, você realmente pode rastreá-lo de volta para algo dentro de você que você não gosta e, provavelmente, com o que está em negação. É mais fácil culpar ou se queixar dos outros, do que assumir a Responsabilidade pelo seu próprio eu mais profundo. Se o seu ambiente é repleto de dualidade, sua visão, provavelmente, será mais dualista. Se os seus amigos e a família são do velho, você pode muito bem assumir a energia deles, em vez de tê-los se elevando para se equiparar a sua. É por isto que é importante para você estar ciente de suas ações, pensamentos e emoções e fazer mudanças, se assim for guiado. Vá onde você ressoe e se isto é passar o tempo sozinho, faça isto. Há uma velha crença que diz que é “ruim” não passar o tempo com os outros. Isto não é verdade no Novo. Esteja onde você é amado e apoiado, pois é onde você ressoa. Siga a sua própria energia e não a dos outros. Esteja tranquilo e você saberá onde você pertence ou não. Quando você ressoa com alguém ou com algum lugar, isto eleva a sua vibração. Quando você está em vibrações menos elevadas, sua vibração diminui. Quando a sua vibração é elevada, você ressoa com outros que vibram como você.

O que quer que o distraia de sua Divindade pode ser observado e se você se interiorizar, poderá descobrir uma velha crença que não é Amor ou do Novo. Estas são coisas a serem liberadas, de modo que você possa se preencher com mais Amor. Assim, se você continuar atraindo o mesmo cenário, ou perceber um velho padrão que se repete continuamente, veja ao que é que você está se apegando. Devemos ser Alegria, Paz e Amor. Muitos discordam, dizendo que não há problema em ter emoções como a depressão, a raiva e outras energias menos elevadas. Entenda que há uma crença que as está criando. Está bem para você criar a Alegria, a Paz e o Amor? Você se sente digno de experienciar estes?

Estar na Natureza é maravilhoso para você. Há muito a aprender com a Natureza. Não há julgamento; nem dualidade; tudo flui. Quando na Natureza, sua vibração se eleva. Você sente o Amor e se sente amado. Os Elementais o preenchem com todo o Amor. Você sabe que cada planta tem o seu próprio deva? A Natureza sabe automaticamente quando crescer e quando ficar estacionária. Não é nenhuma maravilha que nos esforcemos por sermos naturais. Ser natural é estar centrado no Amor e ancorado na Verdade.

Quando estamos centrados e ancorados em nossa Divindade, servimos como canais da Luz da dimensão elevada. Este é o Serviço Divino sem rotulá-lo. Nossa Presença é mais do que suficiente, contanto que mantenhamos a nossa consciência e vibração elevadas, sem as distrações do velho. Alguns serão guiados a compartilhar a sua Luz de uma forma mais estruturada. Não importa como você compartilha; contanto que perceba que é a sua consciência que você compartilha e não necessariamente uma infinidade de técnicas, pois as técnicas são do intelecto. Entretanto, em sua partilha, talvez você seja orientado quanto a como compartilhar a sua Luz/Amor. Basicamente, não é a técnica que ajuda. É o Amor que você compartilha.

Você sente isto. Você o vê... A Vida é nova. Muito mudou e continuará a mudar. Afaste-se do julgamento, pois as mudanças que você experiencia podem não ser o que você esperava. Há ainda uma desintegração do velho, assim, ao invés de lamentar o que parece ser uma maneira muito velha de ser, permaneça focado em viver a sua vida tão propositadamente quanto possível. Confie que tudo está se revelando na Ordem Divina. Você pode experienciar um retorno das manifestações iniciais da ascensão, especialmente em seu corpo físico, pois continuamos a calibrar as energias mais elevadas. Pode parecer como se as coisas estivessem recuando. Elas não estão (nada recua). É uma limpeza do que não se transformou antes. Pode parecer como se a dualidade estivesse mais forte e, no entanto, isto é realmente um chamado de despertar para as massas deixarem de fechar os seus olhos para o que está ocorrendo dentro deles e ao redor deles. Estar consciente não é uma tarefa fácil quando se esteve dormindo. O que esteve oculto, seja no interior ou no mundo, está sendo revelado. Isto inclui tudo o que não seja Amor e toda a divisão, bem como toda a Beleza e os milagres. Ninguém poderá permanecer na negação. Assim, nós que fizemos o nosso trabalho e permanecemos centrados na nossa luz, servimos como mostradores do caminho para a população em geral, que pode reclamar e culpar, mas eles não podem negar que eles e o mundo estão mudando.

Este é o início. Seja congruente com o Amor. Flua na onda da Graça. Seja grato por quem você é. Quando você mantém elevada a sua vibração, você mantém o espaço para os outros que estão despertando. Deixe ir as histórias do passado. Esteja no Momento somente. Seja Amor, seja Honestidade, seja Integridade, seja Alegria e seja a Paz. Afaste-se do drama e esteja em paz. Ouça sem julgamento e sinta a Verdade. Que todos os seus pensamentos, sentimentos e ações sejam de Amor. Seja o Observador Compassivo e seja cada vez mais paciente com você e os outros.

Como seres mais elevados, que somos, não devemos interferir nas escolhas dos outros, pois todos temos o livre arbítrio. Ensinamos e curamos sendo verdadeiros a nós mesmos e resplandecendo a nossa Luz, não importa onde estejamos ou com quem estejamos. Namastê.

Direitos Autorais:luz de gaia

Kara Schallock

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

DOIS MEDOS PROFUNDOS.



Eu sou Maria Madalena e ajoelho-me diante de vocês, com admiração e respeito pelo que estão fazendo na Terra. Vocês estão abrindo novos caminhos de consciência e estão fazendo isto enquanto ainda carregam os pesos do passado dentro de si. Antigos sofrimentos e ansiedades vêm à tona exatamente porque novos modos de consciência estão se infiltrando em sua percepção, seu corpo e suas emoções. Na criação real de novos caminhos de consciência, vocês curam a antiga dor.
Parece que isto deveria ter acontecido no passado… vocês estiveram na Terra tantas vezes antes… mas até agora não era possível criar novos caminhos. Ainda havia muita consciência presa às velhas instituições de poder e autoridade, e as pessoas estavam aprisionadas pelo medo de não conseguir sobreviver, pela ansiedade no plano físico, ou pelo medo de ser socialmente condenadas ao ostracismo.
 Estes medos são muito profundos nas pessoas. Se você não sabe quem você é, se está imerso nas estruturas de inconsciência que é mantida pela sociedade, então você acredita que é seu corpo, e o medo pela sobrevivência atinge-o no mais profundo do seu ser, pois, neste caso, morrer significa ser destruído. Surgem, então, impulsos intensos para resistir e estes podem levá-lo a destruir outra pessoa, se for necessário, para assegurar sua própria sobrevivência. Este é um medo básico primitivo.
E há também o medo de ser banido da sociedade, de não poder mais pertencer ao grupo, que também é um medo muito profundo nas pessoas.
Se você não está consciente do seu eu-alma, da sua essência divina, você pensa que é um corpo, e que é uma personalidade socialmente moldada nesse corpo. A personalidade, que é formada pelas influências sociais do passado, foi e ainda está sendo moldada pelo medo. Você quer pertencer ao grupo; quer ser aceito por outras pessoas. Existe uma parte indefesa em você que deseja ser sustentada, aprovada e acolhida. Esta é a parte sua que deseja pertencer, e ela ainda é muito forte em todas as pessoas.
Você acaba de emergir de um modo de pensar e viver que era dominado pelo poder e a impotência, que estava sob o domínio do medo. Sinta em si mesmo, no seu próprio campo energético, onde essas antigas energias ainda estão agindo. Sinta isto intuitivamente. Observe se existem áreas cinzentas, ou até mais escuras, agindo visivelmente na sua aura ou no seu corpo. Perceba a ação dessas velhas energias, como ansiedade, obediência exagerada, medo pela sobrevivência e medo de ser rejeitado e ficar só. Estes são os dois maiores medos que limitavam as pessoas no passado.
A transição para o novo leva tempo. Você pode muito bem imaginar que há muito trabalho a ser feito para abandonar antigos medos, para chegar a confiar realmente na consciência do coração, numa nova consciência que afirma que você não é apenas seu corpo. Seu corpo faz parte de você, é uma parte preciosa na qual você vive temporariamente e através da qual você se expressa. Mas você é muito mais do que isso. Você é uma consciência de alma, uma luz viva, que é independente de formas físicas e materiais. Isto é um grande salto de consciência! E talvez um salto maior ainda seja o fato de você estar livre da pressão social. Porque a pressão social – ter que pertencer ao grupo – muitas vezes leva as pessoas ao nível vibratório mais baixo: a consciência de multidão. Geralmente aquilo que domina um grupo ou uma multidão, uma estrutura de poder ou um indivíduo, evoca os maiores medos nas pessoas e as manipula.
 Estes medos são os dois maiores obstáculos que as pessoas experimentaram no passado. E graças a esses medos, elas descem ao espaço do “nós”, do pertencimento, opondo-se a outras pessoas ou coisas que estejam fora do seu grupo. E assim começam a pensar em termos de “nós contra eles”, de forma que pertencer ao grupo se torna algo vital. O medo, então, precisa ser sempre confirmado, junto com as justificadas soluções para ele. O modo de lidar com esses medos inclui violência e domínio daqueles que estão fora do grupo. Estes temas estão vindo à superfície com muita força neste momento, como se pode ver no mundo à sua volta.
 Uma consciência maior é necessária agora, uma consciência que conecte e enxergue a igualdade entre todas as pessoas, mesmo que venham de ambientes totalmente diferentes, com histórias e culturas diferentes; uma consciência que enxergue no outro o que vocês têm em comum, mesmo que ele seja muito diferente de você. Esta é a tarefa deste momento, tanto no nível individual, interior, quanto entre países e culturas. Esta é a grande quebra de barreiras que vai curar o mundo. E o maior passo para essa cura é abandonar a identificação com seu corpo e com sua personalidade socialmente formada; é elevar-se acima dessas identificações e novamente reconhecer o chamado da sua alma. Sua alma lhe diz que tudo é possível, enquanto o medo em você insinua que muito pouco é possível, que você precisa se proteger, por exemplo, dos outros, ou de doenças… Mas a alma que vive em você é corajosa e forte, ela transcende as limitações.
 Gostaria de lhe dizer que você – a pessoa com quem estou falando agora – já vem ajudando a aumentar a consciência na Terra há muitas vidas e há bastante tempo. Antes desta vida, você já experimentou a sensação de unidade da qual eu falo, o fato de ser mais do que um corpo, a sensação de ser uno com outro, mesmo que o outro venha de uma experiência muito diferente da sua. Você já conhece o sentimento de querer se elevar acima de classe e posição social, embora esta energia nem sempre tenha sido bem-vinda na Terra. Foi um processo de aprendizagem ter que lidar com a diferença entre sua forma de sentir e pensar e a forma de sentir e pensar do mundo ao seu redor, ou com o modo que a maioria das pessoas percebe as coisas. E não se esqueça que muitas pessoas gostariam de pensar de outra forma, gostariam de sentir de forma diferente, porque ninguém é feliz nas garras do medo, ninguém deseja isso.
O que está acontecendo nesta época, é que as pessoas estão ficando cada vez mais fartas da vida baseada no medo. Existe agora tanta energia nova na atmosfera da Terra – uma sensação tão intensa da possibilidade das coisas serem diferentes – que as pessoas estão despertando. E certamente os jovens, as novas gerações que estão nascendo na Terra, estão sentindo mais e mais o gosto desta nova energia que você vem carregando consigo há séculos, e sentem cada vez menos prazer nas velhas formas de ser e viver. Mas, do ponto de vista dos padrões de pensamento existentes, esta energia da nova geração é algo selvagem, caótico, que não se adapta às normas estabelecidas e leva a problemas de comportamento. Entretanto, esta energia contém as “dores do parto”; algo novo está querendo nascer.
 Chego agora ao ponto principal desta conversa. Você está aqui como um mentor, para servir de parteira no nascimento desta nova energia, neste momento. Entretanto, isto exige muito de você, porque você ainda traz dentro de si os traumas de maus julgamentos e rejeição; você sabe o que é ser julgado por suas ideias inovadoras. Parte do seu legado é ser socialmente isolado, ser diferente, e isto vem deixando ferimentos emocionais em você, desde o dia em que você nasceu… na verdade, antes mesmo desta sua vida ter começado. 
 Este é o momento em que lhe será pedido para sair da sua concha, para se mostrar, se apresentar, a fim de ajudar a nova energia que se manifesta agora especialmente através dos jovens, e orientá-los, por assim dizer. Você pode ser um canal, porque tem um entendimento profundo tanto do antigo quanto do novo. Você conserva uma perna na velha energia, pela qual foi ferido, portanto é capaz de ter compaixão pelas pessoas que estão com medo de serem rejeitadas e ficarem sós. Você também tem compaixão pelas pessoas que estão aterrorizadas de morrer, por acreditarem que não existe nada além do corpo físico. Sua consciência expandiu-se justamente porque você teve que viver e trabalhar no escuro, portanto você é um dos que podem ser uma ponte entre o velho e o novo.
 Assim, apelo a você. Peço-lhe que assuma seu lugar natural, embora eu saiba o quanto este esforço pode lhe custar. Você ficou tão acostumado a pensar que não existe nenhum lugar para você, que se sente totalmente desgastado pelo esforço. Mas é justamente neste ponto que você é levado a realizar sua tarefa. No momento em que pensa: “Eu desisto, não há mais nada que eu possa fazer…”, este se torna o ponto de virada, quando você consegue finalmente permitir que qualquer coisa que aconteça possa fluir através de si. Você deixa de lado sua vontade pessoal, suas ideias de como as coisas deveriam ser, e se permite mover com o fluxo da sua alma.
O poder que você desenvolveu, e também a dor que sofreu, de alguma forma quebraram o seu ego. E isto é um processo doloroso, pois todo ego é contrário à dor e a ser despedaçado. Entretanto, este é o único meio, porque, num certo sentido, a dor e o trauma que você carrega consigo fazem parte do caminho. Quando você realmente sente esta dor e a envolve com compaixão, você a deixa ir; você tem vontade de “morrer”, por assim dizer, devido ao conhecimento de que algo maior o está carregando; você se entrega à sua essência mais profunda e verdadeira, e não mais luta contra a realidade terrena.
 Você inclusive desiste de tentar convencer os outros, porque se tornou verdadeiramente você mesmo. Você não está mais aqui para mudar os outros, nem está mais aqui para mudar a si mesmo; está apenas sendo você. E esta é exatamente a sua função de ponte, que é o seu lugar natural. É isto o que quero dizer quando falo em “assumir seu lugar natural.” Tenha compaixão por si mesmo e pela velha dor que permanece em sua vida, e deixe que a cura simplesmente aconteça. Ao enxergar este processo como parte do seu caminho, e deixar a velha dor onde ela está, a cura acontecerá por si mesma. Ajuda chegará para você de todos os lados. Tudo o que aspira à vida, ao crescimento e à alegria, deseja lhe ser útil… os guias, as forças auxiliadoras do universo… Você só precisa estar disposto a assumir seu lugar natural e dizer para si mesmo: “Eu não vou mais viver de acordo com o medo. Os medos ainda podem estar por aí, mas eu sou mais, muito mais do que isso. E me recordo disto todos os dias.”
Então verá que a vida o leva ao lugar ao qual você pertence, onde se sente bem, onde pode vivenciar alegria e felicidade. Ser um trabalhador da Luz, aquele que traz a mudança, não precisa mais ser um dever pesado e cheio de agonia. Isto pertence ao passado e não é mais o seu destino. A estrada para o novo também significa para você um novo nascimento, em paz com a Terra e onde você pode assumir seu lugar de uma forma natural.
E finalmente, observe se as palavras “assumir seu lugar natural” trazem imagens espontaneamente à sua mente. Talvez lhe venham à mente lugares do seu cotidiano, ou situações, ou ocupações… ou surja algo que possa ser uma possibilidade para o futuro. Onde você se sente realmente relaxado e feliz? Esses são os lugares em que você pode deixar sua energia fluir naturalmente. Veja se alguém o chama… talvez você o reconheça como uma pessoa conhecida. Ou talvez surja um ambiente na sua visão mental… Observe se há algum lugar que o convide alegremente a ir para lá. E não tenha medo de experimentar as coisas, porque há bastante espaço para brincar livremente.
 Assumir o seu poder é voltar a sentir-se em casa na Terra sendo quem você realmente é e assumindo seu lugar aqui. Isto parece muito simples, mas é a culminação de uma longa jornada que você criou como alma. Peço-lhe que se entregue a esse lugar; ele não está mais tão distante.
Muito obrigada pela sua atenção.
 Maria Madalena 

 (Mensagem de Maria Madalena, através de Pamela Kribbe)
© Pamela Kribbe